Mais de 60% das famílias brasileiras possuem pets em suas casas, a população de animais de estimação cresce proporcionalmente ao número de pessoas. E cada dia esses bichinhos ganham mais espaços dentro das casas. Por esse motivo precisamos da uma atenção especial na hora de levar clientes para visitar imóveis com animais de estimação.

 

É tarefa do corretor fazer com que o cliente se sinta confortável durante uma visita, e o que pode acontecer é que a presença do animal impeça esse conforto. Afinal de contas existem pessoas que não gostam ou até mesmo sentem medo desses animais e a presença deles ou até mesmo o odor pode influenciar negativamente a decisão.

 

A dica é tomar alguns cuidados extras com os bichinhos durante as visitas dos interessados:

 

– Quando for realizar a visita em imóveis que possui um animal, questione ao seu cliente interessado se ele gosta de animais de estimações;

 

– Avise aos moradores para deixarem o animal sempre preso e sem contato com os visitantes e se seu cliente tiver medo verifique a possibilidade de alguém passear ou sair com o pet.

 

– Se o corretor notar que o imóvel tem o odor característico do animal é importante avisar as visitas antecipadamente para os moradores “perfumarem” e arejar o local.

 

E tenha cuidado, normalmente os donos não aceitam que o seu animal possa atrapalhar e até podem encarar seu pedido como uma ofensa, então seja amigável, sutil e explique com detalhes o que pode ocorrer caso um cliente que “morre” de medo de cachorro visite o imóvel e encontre esse membro da família.
Ana Carolina Rissato
pets, visita, medo de animais

fonte: universidadegaia