Apartamento padrão (ou tipo): É o mais habitual e mais encontrado no mercado imobiliário brasileiro. Sua planta possui divisões internas bem definidas: salas, cozinha, dormitórios, suítes, banheiros. É geralmente classificado pelo número de dormitórios e suítes e usualmente pelo número de vagas que possui.

Cobertura: Como o próprio nome sugere, fica no topo, no último andar da construção, muitas vezes dispõe de piscina e churrasqueira e sua metragem é normalmente o dobro da metragem padrão e pode ser dividida em:
Cobertura Duplex: Quando ocupa dois andares para formar a unidade. Sua divisão é feita por escada ou elevador privativo.

Penthouse: A penthouse é uma cobertura sem divisão de andares. Sua área útil geralmente ocupa toda uma prumada do edifício.

Duplex: O duplex não precisa necessariamente estar na cobertura, basta que o imóvel seja composto por dois andares. Geralmente são imóveis amplos, com pé-direito duplo. Quanto possuem três andares, são chamados de ‘triplex’.

Loft: O termo surgiu para classificar imóveis comerciais modificados para fins residenciais. No mercado de lançamentos, loft designa apartamentos amplos, com pé-direito duplo e cuja divisão de cômodos inexiste, sendo vista divisões apenas nos banheiros.

Studio: Termo comumente confundido com loft, pois são de fato muito parecidos. Mas a diferença entre os dois tipos é que no Studio, surgem algumas divisões internas, delimitando por exemplo um dormitório privativo.

Kitnet: Assim como nos Lofts e Studios, a kitnet é geralmente um apartamento pequeno, com dimensões de 25 a 35m², composto por um dormitório e banheiro, onde se acomoda toda a área útil. É um termo em desuso, que remonta a uma época onde os empreendimentos não possuíam áreas de lazer comum.

Giardino ou Garden: Muito procurados por quem está migrando de uma casa para um apartamento, estes tipos ficam no térreo do prédio e por isso podem possuir quintal ou jardim. Em alguns casos podem possuir churrasqueira, forno de pizza e até piscina.

Townhouse: Este tipo de apartamento ainda é pouco difundido no Brasil, mas a exemplo do anterior é vem sendo bem aceito por quem está comprando seu primeiro apartamento. Assemelha-se muito a um sobrado com 3 ou 4 andares, mas com apartamentos individuais em cada um de seus andares.

Fonte: simbo.com.br