Existem medidas simples que podem ampliar a sensação de segurança e bem-estar em casa sem que precisemos nos trancar a sete chaves. Desde a década de 1960, fala-se em ocupar os espaços da cidade para aumentar a segurança. Nessa cultura do medo, as pessoas vão direto de seus condomínios fechados para os shoppings, e vice-versa. “A gente quer uma cidade que se possa vivenciar. Esse tipo de isolamento, do espaço individual, só tende a piorar as con­­dições de vida”, diz o professor do mestrado e doutorado de Gestão Urbana da PUCPR Rodrigo Firmino. Contrário a uma cartilha que de­­termine um tipo único de arquitetura residencial, ele diz haver maneiras de melhorar a segurança de casa.

fachada-e-porta fechadura garagem-e-iluminac3a7c3a3o janelas jardim-e-correntes

 

Fonte: Hr2013